MATEMATICAMENTE IMPOSSÍVEL

1

Hoje vejo que a nossa proporcionalidade foi multiplicação mesmo nos dias mais difíceis. Hoje vejo que o delta foi exato com você. Hoje vejo que as nossas retas foram paralelas que começaram na origem. Hoje eu concluí que fomos congruentes, e entendi que a verdadeira definição dessa palavrinha difícil foi a nossa coincidência e correspondência de caráter e qualidades.
Hoje parei pra calcular os nossos dias, subtrai os desentendimentos e somei todos os sorrisos que compartilhamos. Coloquei os gráficos em ordem crescente, só pra ter aquela sensação boa mais uma vez, e analisar como tudo foi evoluindo entre o nosso “nós”. Percebi que nenhuma outra história teria uma raíz tão perfeita. 
Pena que nós paramos no meio do cálculo. Pena que as nossas retas viraram parábolas. Pena que o volume dos problemas foi superior ao valor da nossa área. 
Hoje sobraram perguntas sem solução e contas sem continuidade. Hoje já nem estamos no mesmo gráfico, e os quilômetros que nos separam não podem ser facilmente convertidos na escala. E hoje, após a nossa trajetória curvilínea, a vida sem o nosso “nós” ficou em MRU. 
Talvez seja culpa da lei de atração dos corpos. Talvez fôssemos parecidos demais. Talvez, mesmo depois de toda essa junção de números e sentimentos, a gente continue sendo sempre esse valor matematicamente impossível.

P.S: Reescrevi esse início de parágrafo 9 vezes, só pra ver se essas palavras agora vão ser as corretas. Só pra garantir que estou no rumo certo. Só pra garantir que agora eu explanei esse nosso cálculo…pena que a calculadora não pôde me ajudar.

Lançamentos de livros em Agosto | Guia de leitura 🔎

Ahh, a leitura… Arrisco em dizer que é a melhor evolução que um ser humano faz! 

(Evolução? Comassim??)

É, gente. EVOLUÇÃO! A leitura nos transforma, nos inspira, nos contagia. Para uns, é uma prática inútil, que é necessária apenas para passar em Literatura, no ensino médio. Mas para outros, para mim inclusive, é um alimento diário da nossa mente.

Então, nada melhor que fazer um Guia de Leitura sobre todos os lançamentos do mês de Agosto. E aí, vamos conferir?


📖 Um Ano Inesquecível:

 De Paula Pimenta, Bruna Vieira, Babi Dewet e Thalita Rebouças;

1247-20150717163341    Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas… E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar. Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!



📖 eu odeio te amar:

De Liliane Prata;

1244-20150707102136

O que fazer quando se sente, ao mesmo tempo, um amor profundo e um ódio avassalador? Débora estava prestes a viver o dia mais feliz de sua vida. Tudo estava pronto para o casamento perfeito com Felipe, o noivo mais lindo e fofo que alguém poderia ter. O apartamento estava arrumado, e todos os detalhes da lua de mel na Grécia, acertados. Até um novo emprego na redação de uma revista feminina a esperava na volta da viagem. Seria o começo de uma nova etapa de uma vida com a qual ela sempre sonhou. Na véspera da cerimônia, o noivo precisou ficar até mais tarde no escritório para resolver as últimas pendências, e ela resolveu fazer uma surpresa e aparecer sem avisar. Mas quem foi surpreendida foi ela: pegou Felipe em flagrante com a irmã do sócio, na situação mais comprometedora possível. O que fazer? Armar um escândalo e terminar tudo? Esquecer o que viu, casar e ser feliz para sempre? Para Débora, a resposta é: criar um plano maluco para sair dessa situação e dar a volta por cima!


📖 pOr onde andam as pessoas interessantes?

De Daniel Bovolento;

POR_ONDE_ANDAM_AS_PESSOAS_INTE_1436475647515047SK1436475647B

Por Onde Andam as Pessoas Interessantes? – Daniel parece sangrar um pouco a cada crônica que escreve. Trata de amor com a eloquência lírica da juventude e, ao mesmo tempo, com conclusões empíricas, de quem desde muito cedo aprendeu a observar e registrar o comportamento e as relações humanas. Papo de botequim diriam alguns, mas o fato é que seus textos nos despertam os sentidos, nos tiram do estado letárgico: agrada, alivia, incomoda, angustia… Não importa, faz sentir porque faz sentido. “Outro dia perguntei pra um amigo se ele sentia que as pessoas interessantes tinham sumido e ele disse que sim. Mais uma corja de amigos recém- e parados e na mesma faixa de idade responderam o mesmo. E isso me faz pensar se a gente é que ficou desinteressante, ou se o limbo emocional – nossa casa constante com o passar dos anos e dos relacionamentos – acabou tornando a gente mais exigente e maduro. Ou se realmente anda difícil encontrar conexão emocional numa época em que os aplicativos de pegação, a variedade de opções e a falta de tempo costumam transformar em instantâneos os relacionamentos que já estavam se tornando efêmeros.”


📖 À Procura de Audrey:

De Sophie Kinsella;

_PROCURA_DE_AUDREY_1436312283511603SK1436312283B

À Procura de Audrey

– Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.



📖 Amor amargo:

De Jennifer Brown;

AMOR_AMARGO_1439284033519211SK1439284033B

Amor Amargo – Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.

Até Cole aparecer.
Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…
Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown – do sucesso A Lista Negra – nos leva até o limite de nossos sentimentos.


E aí, amores… Gostaram das indicações? Bom, eu espero que sim!

Beijos e até a próxima